aston martin dbs superleggera

Aston Martin DBS Superleggera – Novo esportivo tem 725 cv

Depois de quase ir à falência na última década, a Aston Martin deu a volta por cima, a marca bateu recorde de vendas no último ano. Para celebrar o bom momento, a marca britânica está lançando no mercado o impressionante DBS Superleggera, um superesportivo capaz de rivalizar de igual para igual com máquinas com Ferrari 812 SuperFast e Lamborghini Aventador. Equipado com um poderoso V12, 5.2L de 725 CV, o DBS Superleggera pode ir de 0 a 100 km/h em apenas 3.4 segundos e vai até os 341 quilômetros por hora de velocidade máxima.

aston martin dbs 2020

Com design agressivo, o Novo DBS pesa apenas 1.693 kg e pode chegar aos 341 km/h

Segundo o CEO da Aston Martin, Andy Palmer, o DBS Superleggera marca o retorno da montadora na categoria dos carros mais velozes do mundo, a ideia foi criar um superesportivo marcante, que impressionasse a todos, pelo estilo agressivo da suas linhas ou pelo ronco do intimidador motor V12 Bi-turbo, um dos raros blocos desta configuração ainda usados.

novo aston martin dbs 2020

A carroceria do DBS é toda feita em alumínio e fibra de carbono, seu chassi é uma evolução da estrutura de alumínio encontrada no DB11, com suspensão multibraços na traseira e amortecimento adaptativo com padrão nas quatro rodas. O DBS é 72 kg mais leve do que o DB11, apesar do estilo robusto e agressivo, ele pesa apenas 1.693 kg, dai o nome Superleggera, “Super Leve” em italiano. A força dos 725 CV chega às rodas traseiras por meio de uma transmissão automática de oito velocidades.

aston martin dbs superleggera 2019

Apesar de ser baseado no DB11, o novo Aston Martin DBS tem design exclusivo, com novos faróis, capô, tomada de ar frontal maior, assim como o para-choque frontal com estilo mais agressivo e aerodinâmico,  na traseira as lanternas também são novas, elas cortam a traseira do carro de um lado ao outro, também é novidade o aerofólio, embutido, que se eleva de forma automática de acordo com a velocidade, o sistema de escapamento tem 4 ponteiras, e o difusor esta maior, é similar aos carros de competição.

aston martin dbs superleggera 2019

O visual externo é completado pelas rodas de 21 polegadas feitas em alumínio forjado, calçadas por pneus Pirelli de alta performance desenvolvidos especialmente para o modelo, com medidas 265/35 na dianteira e compostos mais largos na traseira 305/30 (os pneus traseiros tem 30.5 cm de largura), os freios também são exclusivos para o DBS Superleggera, contam com discos maiores e feitos de composto de cerâmica e carbono, com discos gigantes na dianteira com 410 mm de diâmetro e 360 mm na traseira.

aston martin dbs superleggera 2019 interior

O interior esbanja luxo, bancos, painel e portas, são forrados com couro especial, a costura é toda feita a mão de forma artesanal. O volante é de base reta, o que garante maior controle ao motorista, acima há uma tela de TFT, que exibe as principais informações do carro.

Há modernidades como sistema keyless com partida do motor sem chave, sistema de monitoramento com câmeras 360 graus ao redor do carro, com sensores e até mesmo park assist, capaz de estacionar o carro sozinho.

aston martin dbs superleggera 2020 interior

Com o lançamento a Aston Martin tenta garantir um posto entre os melhores superesportivos do mundo, as vendas do novo DBS começam ainda em 2018, o preço vai ficar a partir de 225,000 libras algo em torno de R$ 1,15 milhão.

aston martin dbs superleggera 2019

A volta do DBS..

O nome DBS é um dos mais conhecidos da Aston Martin. Tendo o primeiro DBS sido lançado em 1967, com motor V6 e V8, ficando no mercado até 1972 tendo uma produção extremamente limitada com menos de 1000 unidades.

O nome DBS voltou ao mercado 35 anos depois, em 2007 com o DBS V12, dotado de um poderoso V12 de 510 cv, o modelo substituiu o Vanquish, e ficou no mercado até 2012. O DBS Superleggera marca a volta do DBS agora no modelo 2019.

aston martin dbs superleggera 2019

Deixe um comentario ou opiniao

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *