Dica de usado Hyundai i30 2009 a 2012 – Vale apena?

hyundai i30 de 2009 até 2012

No final da década passada a Hyundai passava por sua maior evolução em termos de design e qualidade de seus produtos, a montadora coreana que até então era pouco conhecida no Brasil, chegava com carros novos, bonitos e bem equipados, com um pacote bastante competitivo, um destes modelos que logo causou sensação no mercado brasileiro foi o hatch médio i30, que se destacava pelo design, interior bem equipado e o motor potente com 145 cv. Mas afinal hoje em dia 2019, 10 anos depois de seu lançamento, ainda vale apena investir em um Hyundai i30?.

Continua logo após a publicidade...

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012

O Hyundai i30 chegou ao Brasil em 2009

Lançado mundialmente no final de 2007, o modelo desembarcou no Brasil em junho de 2009 já tendo fila de espera nas lojas, fez um enorme sucesso que até surpreendeu a própria Hyundai, eles esperavam emplacar algo em torno de 2 mil unidades do i30 ao mês, porém somente no primeiro mês foram vendidas quase 3.400 mil exemplares, superando com folga o até então líder da categoria, o Chevrolet Astra. Deixando a Hyundai “popular” no Brasil.

Comprando um Hyundai i30 usado

Se você chegou neste post, certamente está pensado em comprar um Hyundai i30 usado, ou na época sonhava com o carro e hoje descobriu que ele está realmente barato e muito tentador. Em média, hoje é possível encontrar um Hyundai i30 2010 recheado de equipamentos (até mesmo com teto solar e com câmbio automático) com preço em torno dos R$ 30 mil, o mesmo valor que você pagaria por um carro popular, menor, menos equipado e com um modesto motor 1.0. Ou seja, o Hyundai i30 usado é hoje sim uma opção interessantes quando falamos em carros usados. Mas calma ai nem tudo são flores, tem algumas coisas que você tem de considerar antes de sair a compra.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012

Continua logo após a publicidade...

Descubra se pra você compensa ou não ter um Hyundai i30 na garagem…

O primeiro ponto que muita gente tem de se questionar é sobre o custo de manutenção, não somente com peças mas também com combustível, seguro e etc. O Hyundai i30 de primeira geração é um carro de porte médio, ou seja, na época 2009 ele era um carro voltado a classe média alta, custava a partir de R$ 53 mil até R$ 72 mil, o que hoje em 2019 daria algo em torno de R$ 96 mil até R$ 120 mil, ou seja, o i30 não era barato.

Mas afinal o que isso quer dizer? De uma forma pratica manter um Hyundai i30 mesmo hoje em dia não é barato, principalmente para quem está acostumado a ter na garagem carros simples como Gol, Palio, Uno ou Celta, o que exige certos cuidados para se evitar surpresas no bolso na hora de fazer alguma manutenção no carro.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012

Peças e a manutenção do i30 são caras?

As peças do i30 são caras? Esta é a pergunta que a maioria das pessoas fazem a respeito do Hyundai i30, a resposta é simples, não ! As peças do Hyundai i30 não são caras, porém você tem de entender que ele não é um carro popular,  elas custam de acordo com o perfil que o carro tinha em 2010, ou seja, as peças conservam o status de carro “premium”, e além disso, não é em qualquer auto-peça que você irá achar o que procura, o que faz os valores de alguns componentes custar mais caro.

Para tentar explicar de uma forma melhor, vamos comparar alguns componentes que se você pegar um Hyundai i30 malhado terá que trocar, por exemplo o kit de amortecedor para as quatro rodas do i30, de uma marca boa como Cofap ou Monroe você irá pagar hoje em 2019 algo em torno de R$ 1400 pelas peças, este valor se comparado com o gasto pela mesma troca de 4 amortecedores em um modelo mais popular como um Volkswagen Gol G5 até G7, sai por R$ 800.

Outro exemplo. Para fazer a troca da correia dentada e o tensor da correia você irá gastar em peças algo em torno dos R$ 350 até R$ 500 reais dependendo da marca que escolher (Gates ou Dayco), isso mais uns R$ 150 a R$ 250 de mão de obra (sim, infelizmente a mão de obra dos serviços no Hyundai i30 são mais caras), o que daria algo em torno dos R$ 500 reais a R$ 700 para fazer as troca da correia dentada do Hyundai i30, só para compara com um carro mais “comum” para trocar a correia e tensor de um VW Gol G5/G6 você irá gastar uns R$ 150 a R$ 200 em peças e mais R$ 100 de mão de obra, ou seja R$ 250 a R$ 300 pelo mesmo serviço, a metade do preço gasto com o i30.

Ainda falando em gastos que surpreende quem não está acostumado com um carro desta categoria, podemos falar dos pneus, o Hyundai i30 de primeira geração vinha calçado com belas rodas aro 17 com acabamento cromado, calçadas por pneus de baixo perfil 225/45 R17, da marca Kumho, é uma medida chata para se achar e em média cada pneu do i30 custa cerca de R$ 400 a R$ 500. E para complicar um pouco mais, estes pneus foram feitos para rodar em pisos perfeitos da Europa e Coreia do Sul, no Brasil eles sofrem bastante com as condições ruins do asfalto, são comuns os pneus dos i30 apresentarem furos ou rasgos ao passarem por buracos.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012

Consumo do 2.0 de 145 cv também merece atenção…

Pois bem calma, a parte ruim já esta terminando, vale uma atenção aos compradores de primeira viagem sobre o consumo do Hyundai i30. Para quem está acostumado a rodar com um carro popular 1.0 ou 1.6 com motor flex e está pensando em comprar um Hyundai i30, vale a pena fazer algumas contas para evitar surpresas relacionadas ao consumo de combustível.

O Hyundai i30 de primeira geração (2009 até 2012) é equipado com um motor 2.0 16v a gasolina, que rende bons 145 cv de potência e 19 kgfm de torque, é um baita motor, que garante uma tocada bastante esportiva ao i30, o que acaba por outro lado pesando no consumo.

Consumo do Hyundai i30 de 2009 até 2012

A versão automática do Hyundai i30 faz na cidade 7,5 km/l, enquanto na estrada ele roda em torno dos 10 km/l, lembrando que ele só bebe gasolina, ou seja, caso você pense em rodar diariamente com o i30 vale apena considerar o gasto extra com o combustível no mês que deve pesar. Ta mas e a versão manual é mais econômica ? Infelizmente sim mas não muito, o i30 com câmbio mecânico faz 8.9 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012

Cuidado e problemas com o óleo…

Quando falamos em comprar um Hyundai i30 usado vale uma atenção especial com o óleo do motor, erradamente por motivos da falta do óleo especifico ou o preço elevado, as concessionárias da Hyundai na época, estavam colocando nas revisões do i30 um óleo diferente do recomendado no manual.

Enquanto o manual do carro recomendava o uso do óleo mais fino 5w20 ou 5w30, várias concessionárias da Hyundai CAOA estavam por muito tempo colocando óleo mais grosso 10w40, que era mais barato (na época o óleo original recomendado, Shell sintético custava até R$ 50 reais o litro), enquanto o 10w40 saia por R$ 25.

Porém este erro grave causou vários problemas nos i30, é comum encontrar problemas relacionados a lubrificação do motor como ruídos, desgastes prematuros de peças internas, e até mesmo erros no sensor que deixa de acusar o nível baixo do óleo, há inclusive relatos de motores que fundiram devido a isso.

Devo usar o óleo original 5w30 ou posso continuar com um óleo mais grosso?

Hoje em dia com os motores mais rodados, e que certamente já rodaram com diferentes tipos de óleo, é necessário algumas analises na hora da compra, primeiro checar como esta o funcionamento do motor, ficar atento com ruídos e consumo elevado, além de possíveis vazamento de óleo (olhar o cárter e procurar por manchas de óleo), dependendo do carro (os com km mais elevados – acima dos 130 mil km) pode ser necessário usar um óleo mais grosso para justamente evitar falhas na lubrificação devido ao desgaste maior das partes móveis internas, como o motor já está gasto internamente usar o óleo mais fino 5w30 pode não conseguir alcançar a lubrificação necessária, ai se faz necessário utilizar o óleo mais grosso 10w40, porém cada caso é um caso.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012 traseira

As lanternas grandes são uma das marcas do Hyundai i30

Confusão nas versões por parte da Hyundai complica preço de tabela e seguro…

Outro ponto atípico do Hyundai i30 de primeira geração é que o modelo foi vendido em versão única de acabamento GLS no Brasil, porém tinha diferentes pacotes de equipamentos que agregavam quase R$ 20 mil ao preço do carro, algo um tanto confuso por parte da Hyundai na época. Essa estranheza trouxe alguns problemas aos donos de i30.

Perante a tabela FIPE, o Hyundai i30 tem apenas uma única versão, o que implica nos preços de revenda, por exemplo, você tem um i30 básico automático, com o mesmo preço de tabela de uma versão completa com bancos em couro, teto solar e airbags laterais e vive versa, você tem um i30 completo com preço de tabela de um básico.

Isto é ruim para quem vai vender o i30 e também para a indenização das seguradoras, já que para elas, todos os i30 tem a mesma versão, o valor é tido apenas com base no ano de fabricação e no tipo de câmbio. Para quem for comprar um usado isso é bom, já que permite negociar o preço do carro diretamente com o dono, sem levar muito em conta o valor de tabela.hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012

Seguro do i30 não é barato…

O preço do seguro é alto, mesmo o carro tendo quase 10 anos de vida, ele é bastante visado para roubo, o custo extra com as peças de reposição e o fato do modelo ter caído no gosto do publico mais jovem, acabaram fazendo as seguradoras correrem do i30, dependendo do seu perfil em média você vai pagar ai uns R$ 2.500 R$ 3.000 de seguro anuais, é o mesmo patamar do VW Golf.

Câmbio automático exige cuidados extras e tem problemas crônicos…

Grande parte das versões vendidas no Brasil do Hyundai i30 de 2009 até 2012 sairam de fábrica com câmbio automático, esta transmissão exige alguns cuidados por parte do dono, é um câmbio relativamente antigo para a época, tem apenas 4 marchas e tem relatos de apresentar alguns problemas.

O primeiro problema com o câmbio do Hyundai i30 é relacionado a troca do óleo do câmbio, oficialmente no manual do proprietário a Hyundai recomendava trocar o óleo do câmbio (se necessário) aos 100.000 km rodados, porém diversos i30 começam a apresentar problemas na transmissão devido ao óleo, como trancos ou simplesmente marchas que escapam ou pulam, vários mecânicos e especialistas recomendam fazer as troca do óleo de câmbio a cada 30.000 km para evitar dores de cabeça maiores, a troca de óleo do câmbio custa em torno dos R$ 500 a R$ 600. Assim como outros câmbios automático o custo de reparo em caso de problema (caso tenha que abrir a caixa e fazer algum reparo é salgado) pode chegar aos R$ 5 mil.

Há também um problema “cronico” no câmbio automático do i30, mais precisamente no corpo de válvulas da transmissão, a Hyundai chegou a reparar na garantia do carro (que era de 5 anos) diversos i30 com este problema no câmbio automático. Hoje em dia esta peça  é cara e custa entre R$ 1500 a R$ 2.000, fora o custo de mão de obra para a instalação que pode custar mais R$ 500 até R$ 1 mil dependendo da oficina.

Na hora de comprar um Hyundai i30 usado, primeiro ao andar com o carro note se todas as marchas engatam de forma suave e sem tranco, inclusive a marcha ré. Um testes simples e fazer uma aceleração mais brusca com o carro, ou andar em uma velocidade maior e constante, acima dos 80 km/h, note se o carro não se perde ao trocar e manter a marcha.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012

Pontos positivos e qualidades do Hyundai i30

Depois dessa enxurrada de detalhes sobre o i30 que você deve ficar atento, vamos agora as coisas boas, analisar as qualidades deste Hyundai.

Design ainda agrada…

Mesmo os primeiros Hyundai i30 terem 10 anos de vida, o carro ainda chama muita atenção nas ruas pelo seu visual, a Hyundai acertou em cheio com o design do modelo, que agrada até hoje, sendo moderno e equilibrado, o i30 é um carro bonito e de presença. As rodas aro 17 com detalhes cromados também são um show a parte.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012 interior painel

Mesmo sendo um carro de 10 anos, a cabine do i30 ainda agrada

Interior bem acabado…

A cabine do Hyundai i30 é bem construída, o painel e as portas são feitos de plástico de boa qualidade macio ao toque, algumas versões tem ainda acabamento que imita madeira e bancos em couro, o desenho do painel mesmo hoje em dia ainda agrada.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012 interior painel

Equipamentos do Hyundai i30 é o grande ponto forte…

Em 2009 o Hyundai i30 agradava principalmente pela farta lista de equipamentos, o carro desde a versão mais barata trazia direção elétrica, volante multi-funcional, airbags frontais, sistema de som com CD, MP3 e entrada USB, computador de bordo, faróis com acendimento automático, para-brisa com acionamento automático, freios com ABS e EBD, alarme, volante com ajuste de altura e profundidade, retrovisores elétricos com rebatimento automático, faróis de neblina, rodas de liga leve aro 17 com detalhes cromados, apoio de braço para o motorista e no banco traseiro, piloto automático, retrovisores com repetidores de seta, banco traseiro bi-partido, porta luvas refrigerado, comando interno de abertura do porta malas e do tanque de combustível, vidros elétricos nas quatro portas, banco do motorista com ajuste de altura e profundidade.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012 interior banco traseiro

Graças ao entre-eixos de 2.65 m o espaço interno no i30 é amplo

A versão com o pacote de equipamentos intermediário agrega ainda teto solar elétrico, bancos em couro, além de ar-condicionado digital automático. Por fim a versão top de linha do i30 de 2009 até 2012, ainda trazia airbags laterais e do tipo cortina totalizando 6 airbags (o i30 nunca teve 8 airbags como a Hyundai informava na época), controle de estabilidade e de tração, além de sensor de estacionamento traseiro.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012 interior bancos dianteiros

Espaço interno também agrada…

Apesar de ser um hatchback o Hyundai i30 tem boas dimensões, ele mede 4.245 m de comprimento, tem entre eixos de amplos 2.65 metros, a largura também agrada são 1.77 m e altura é de 1.48 metros, com isso o Hyundai i30 apresenta um bom espaço interno, digno de um sedan, quem viaja no banco traseiro também desfruta de bom espaço para as pernas, ombros e cabeça.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012 interior banco traseiro

Outro ponto positivo do interior é o tamanho do porta malas, apesar do ser um hatch, o Hyundai i30 tem porta malas de 340 litros, o banco traseiro é bi-partido e quando rebatido forma um assoalho quase plano no porta-malas, o que permite ao carro levar malas e objetos maiores, o porta malas vai de 340 até 1250 litros.

hyundai i30 2009 2010 2011 e 2012 porta malas

O porta malas do Hyudai i30 tem 340 litros

Motor e dirigibilidade são dignas de um carro esportivo…

Se você gosta de uma condução mais prazerosa e veloz não irá se decepcionar com o Hyundai i30, apesar das versões automáticas terem seu desempenho diminuído pelo câmbio, o carro tem um motor bastante esperto, o 2.0 16v de 145 cv e 19 kgfm de torque, ele faz o i30 disparar de 0 a 100 km/h em apenas 10.5 segundos e velocidade máxima de 205 km/h.

A suspensão é dura e tem um acerto que prioriza a esportividade, principalmente o comportamento do carro em curvas, o i30 faz curva muito bem. A suspensão de acerto esportivo incomoda quem busca mais conforto.

hyundai i30 CW 2011 e 2012

Acima a versão perua do Hyundai i30, chamada de i30 CW ela foi vendida de 2010 até 2011

A perua i30 CW

Um capitulo a parte na história do i30 de primeira geração foi a perua CW (Crossover Wagon), ela teve algumas unidades importadas para o Brasil em julho de 2010 até o final de 2011. Apesar de não parecer a i30 CW tinha uma carroceria completamente diferente do hatch i30, apesar de que na rua é difícil diferenciar um i30 da i30 CW, a perua é uma versão alongada e mais alta.

A distância entre-eixos foi ampliada em 5 cm na perua CW, passando de 2.65 m para 2.70 m, já a carroceria foi ampliada em amplos 18 cm, passando de 4,24 m para 4.47 m, e a perua também é mais alta em 8 cm, tendo 1.56 m contra 1.48 m do hatch.

Este aumento nas dimensões da i30 CW em relação a versão normal, permite ao modelo ter um espaço interno ainda maior, curiosamente mais para o banco traseiro do que para o porta-malas, alias o porta malas é apenas razoável para uma perua 415 litros, contra 340 litros do hatch.

Na parte mecânica o i30 CW tinha exatamente o mesmo conjunto do hatch, ou seja, o motor 2.0 16v de 145 cv, além de câmbio manual na versão de entrada e automático de quatro velocidade nas demais versões.

Atenção ao comprar uma i30 CW

Por ser uma perua e ter visual diferente, além do fato da i30 CW ter tido venda curta no Brasil, ficando no mercado pouco mais de 1 ano (2010 até 2011), sua desvalorização é bem maior do que a do i30 normal e a revenda é mais difícil.

Fim da vida da primeira geração do i30 no Brasil…

Com vendas ainda aquecida a Hyundai atrasou o quanto pode o lançamento da nova geração do i30 no Brasil, ela foi apresentada na Europa em 2012, na verdade era um carro completamente novo, com plataforma maior e novos equipamentos, porém chegou ao Brasil apenas na segunda metade de 2013, usando o mesmo motor do Kia Soul e do HB20, ou seja, o 1.6 flex de 128 cv. O i30 de primeira geração saiu de linha no final de 2012.

hyundai i30 2013 2014 2015

A segunda geração do Hyundai i30 chegou ao Brasil em 2013 porém não fez muito sucesso devido ao preço alto

Segunda geração do i30 não fez sucesso no Brasil…

Em 2013 a Hyundai trouxe para o Brasil a segunda geração do i30, porém o modelo não agradou, apesar do visual interessante, interior mais espaçoso e equipado, o modelo não vingou, o principal motivo foi o preço alto, enquanto a geração anterior custava na casa dos R$ 60 mil, o novo modelo chegou a partir de R$ 80 mil, o que nem de longe permitiu ao modelo fazer o mesmo sucesso da primeira geração, além disso, o carro foi bastante criticado pelo seu conjunto mecânico, entre outras palavras a Hyundai optou erradamente equipar o novo i30 com o mesmo motor 1.6 flex de 128 cv usado por modelos como o HB20 e Kia Soul, o câmbio era sempre automático de seis marchas.

A Hyundai até tentou corrigir o erro, um ano depois, em 2014 a montadora coreana passou a vender por aqui o i30 com um novo motor, o 1.8 a gasolina de 150 cv, mesmo assim as vendas não subiram. O Hyundai i30 saiu de linha no Brasil no começo de 2017.

hyundai i30 2017 2018 2019

A terceira geração do Hyundai i30 foi mostrada na Europa no final de 2016, acima o modelo 2019 já reestilizado, esta geração não é vendida no Brasil

Terceira geração do Hyundai i30 foi lançada em 2017 na Europa, porém não veio ao Brasil:

Na Europa em setembro de 2016 a Hyundai apresentava a terceira geração do i30, o modelo chegou as lojas por lá em 2017 e mudou radicalmente, ficou maior e adotou um estilo muito mais sério e comportado, um visual bem menos impactante do que os das gerações anteriores.

Porém como o mercado brasileiro deixou de gostar de modelos hatchbacks dando vez aos SUVs, a Hyundai não trouxe para o Brasil a terceira geração do i30 e também não há previsão de volta do modelo ao mercado nacional.

Hyundai i30 2009 até 2012 ficha técnica…

Motor:

2.0 aspirado, 4 cilindros, 16v, gasolina, duplo comando de válvulas, correia dentada, injeção multi-ponto
Potência: 145 cv a 6000 rpm
Torque: 19 kgfm a 4600 rpm

Câmbio:

Manual 5 marchas
Automático 4 velocidades
Tração: Dianteira

Consumo:

Automático: 7.5 km/l na cidade e 10 km/l na estrada
Manual: 8.5 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada

Desempenho:
0 a 100 km/h em 10,5 segundos
Velocidade máxima: 205 km/h

Dimensões:

Comprimento: 4.245 m
Largura: 1.77 m
Altura: 1.48 m
Entre-eixos: 2.65 m
Tanque de combustível: 53 litros
Peso: 1252 kg

Direção: Elétrica

Freios: A disco nas quatro rodas

Rodas e pneus:

Rodas aro 17 em liga leve com pneus 225/45 R17

Preços do Hyundai i30 modelo 2009 até 2012:

(valores consultados tabela FIPE em outubro 2019):

i30 manual 2010: R$ 29.500
i30 manual 2011: R$ 30.460
i30 manual 2012: R$ 32.200

i30 automático 2009: R$ 30.000
i30 automático 2010: R$ 32.400
i30 automático 2011: R$ 33.900
i30 automático 2012: R$ 35.400

i30 CW 2011 manual R$ 30.500
i30 CW 2011 manual R$ 32.700

i30 CW 2011 automático R$ 32.200
i30 CW 2011 automático R$ 35.100

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *