chevrolet bolt

Elétrico Chevrolet Bolt é lançado no Brasil, vendas começam em 2019 por R$ 175 mil

Já uma realidade em diversos países de primeiro mundo, os carros elétricos começam a chegar ao Brasil, ainda de forma tímida e com preços poucos convidativos e competitivos. A edição 2018 do Salão de São Paulo, foi marcada pelo lançamento de carros 100% movidos a eletricidade, como é o caso o Chevrolet Bolt que chega as lojas no primeiro semestre de 2019 e que você conhecerá um pouco mais agora.

chevrolet bolt

Lançado nos EUA em 2017 com a proposta de ser um carro elétrico acessível a todos os públicos, o Chevrolet Bolt não custará barato no Brasil, seu preço estimado é de R$ 175 mil, nem mesmo nos EUA o Bolt é acessível, por lá ele parte de US$ 37,500 dólares (cerca de R$ 155 mil reais), porém o governo norte americano em algumas localidades pode conceder um desconto fiscal de até US$ 7.500 dólares ao preço do carro, que pode sair por cerca de R$ 110 mil.

Apesar de ser um compacto de linhas modernas e chamativas, e muito bem equipado, o grande atrativo do Chevrolet Bolt é sua diferente motorização, o modelo conta com um motor movido 100% a eletricidade, ou seja, é capaz de rodar sem beber uma gota de combustível, sua alimentação é através de um gigante pack de baterias de íons de lithium, montadas sobre o assoalho do carro.

chevrolet bolt 2019 brasil

Preço elevado, autonomia limitada e manutenção complexa ainda são limitadores dos modelos elétricos

E não pense que por ser um carro totalmente elétrico ele não tem potência, pelo contrário, o Bolt surpreende pelo seu desempenho, o motor elétrico desenvolve o equivalente a 200 cv de força, e graças ao torque instantâneo, o Bolt acelera de 0 a 100 km/h em apenas 6.5 segundos, média superior a muitos carros esportivos com motor a combustão.

Como se trata de um veículo elétrico o que interessa é a autonomia, ou seja, quanto você conseguirá rodar até precisar de uma tomada. O Chevrolet Bolt tem capacidade para percorrer até 383 km com uma carga completa das baterias, apesar de ser ainda um empecilho esta capacidade limitada, a Chevrolet ressalta que em média o brasileiro roda até 40 km em seus deslocamentos diários.

chevrolet bolt traseira

A recarga das baterias do Chevrolet Bolt pode ser feita em uma tomada comum caseira de 240v, porém o tempo para recarregar ainda é alto, são necessárias longas 9,3 horas para uma carga completa.

Mas calma, há modos mais rápidos de recarregar as baterias do Bolt, como em postos especializados, os chamados elétropostos – ainda raros no Brasil, neste caso após 30 minutos na tomada, o carro é capaz de rodar por mais de 145 km, já usando uma unidade de carregamento semi-rápido, após uma hora de carga, o Bolt tem 40 km de autonomia.

chevrolet bolt 2019 brasil traseira

O Bolt não traz tecnologia apenas no motor elétrico, a lista de equipamentos presente no modelo elétrico da Chevrolet também chama a atenção, ele vem com sistema multi-mídia com tela gigante de 10.2 polegadas, painel totalmente digital e customizavel, carregamento wireless para smartphones, pneus com tecnologia auto-vedantes, sistema de monitoramento 360 graus ao redor do carro, com câmera traseira e alerta nos pontos cegos, assistente de estacionamento, alerta de trafego cruzado na traseira, alerta de colisão frontal, sistema de frenagem automática, assistente de permanência na faixa de rolagem, freios com sistema de recuperação de energia nas frenagens e faróis com tecnologia HID.

chevrolet bolt 2019 brasil interior painel

A cabine do Chevrolet Bolt tem estilo diferenciado e é recheada de equipamentos

Elétricos já são uma realidade, porém é apenas o começo…

Não só no Brasil, mas no mundo, os carros elétricos apesar de representarem um futuro cada vez mais próximo, ainda estão longe de se serem carros populares, viáveis a grande parte dos motoristas, fatores como o alto custo para a construção e preço final deste tipo de veículo, autonomia e recarga das baterias, além de outros pontos delicados como a manutenção complexa e a incapacidade de se fazer viagens mais longas, tornam os carros elétricos bem menos atraentes perante aos movidos a combustão, porém o setor evolui a passos largos, todas as grandes marcas apostam que dentro dos próximos 10 anos haverá uma grande invasão dos carros movidos por eletricidade nas ruas, praticamente toda montadora na atualidade já dispõe de um veículo 100% elétrico ou híbrido em seu portfólio de produtos.

Incentivos do governo brasileiro para carros “verdes”…

No Brasil o governo já começou a se mexer em favor dos elétricos e prepara incentivos para facilitar a comercialização deste tipo de veículo, a primeira medida que irá ser adotada já a partir de dezembro de 2018, é a redução na alíquota do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para veículos “verdes”, ou seja, carros elétricos ou híbridos (elétrico e a combustão), atualmente o IPI para este tipo de carro é bastante alto 25%, após a redução, ficará entre 7% a 20% para veículos híbridos e 7% a 18% para elétricos, variando de acordo com a eficiência energética de cada veículo e seu peso.

chevrolet bolt 2019 brasil interior banco traseiro

Apesar de ser compacto em seu comprimento, o espaço interno no Chevrolet Bolt promete agradar

Elétricos mais populares que chegam já em 2019 ao Brasil…

Além do Chevrolet Bolt, também foi lançado no Salão do Automóvel 2018, outras três novidades elétricas como Nissan Leaf (R$ 178 mil), Renault Zoe (R$ 149 mil) e Golf GTE (ainda sem preço definido), todos chegam ao mercado brasileiro em 2019.

Os pioneiros…

O Toyota Prius foi o primeiro carro híbrido “acessível” no mercado brasileiro, e o modelo lançado em 2012, vem desde então melhorando suas vendas tendo bons números, oferecido com preço de R$ 126 mil, seu conjunto híbrido tem 123 cv e em 2019 ganhará motor flex, ou seja, rodará também com etanol no tanque, uma exclusividade da Toyota desenvolvida para o mercado brasileiro.

Outro modelo elétrico já comercializado no Brasil é o BMW i3, ofertado na linha 2018 por R$ 198 mil, ele é vendido desde 2015 e tem motor de 170 cv, e autonomia para rodar por 170 km com uma carga completa, porém graças a um extensor de autonomia, um pequeno motor bi-cilindrico a gasolina que funciona como gerador de eletricidade, incluído no modelo vendido no Brasil, o BMW i3 pode rodar por até 150 km extras, totalizando 320 quilômetros de autonomia total.

Deixe um comentario ou opiniao

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *