Fiat compra 100% da Chrysler

logo fiat chrysler

A Fiat começou 2014 concluindo um negócio bastante importante para a sua história, a montadora italiana anunciou ontem (2 de janeiro) que concluiu o acordo de compra total da Chrysler, os valores da negociação não foram divulgados, mas o jornal americano The Wall Street Journal afirma que a Fiat desembolsou US$ 4.35 bilhões pela compra total das ações da Chrysler Group LLC. O negócio deve ser oficializado no dia 20 de janeiro.

Continua logo após a publicidade...

Como a Chrysler estava afundada em dividas, e boa parte de seu capital restante 41.46% pertencia a credores como o fundo United Auto Workers VEBA Trust, um fundo de pensão montado por trabalhadores da indústria automotiva, que só eles receberão US$ 3.65 bilhões, sendo 1.75 bilhão de dólares vindo da Fiat e outros US$ 1.9 bilhão da própria Chrysler. Lembrando que a Fiat já tinha em 2009 comprado parte da Chrysler e em 2010 ampliou sua participação, e esta compra total foi conseguida após mais de 1 anos de tensas e complicadas negociações.

Deixando os valores de lado, a Fiat que é alvo na Europa da recessão atual, e viu sua estimativa de lucro em 2013 cair em números consideráveis. Eles esperam com a compra total da Chrysler consiga ampliar sua participação a nível mundial, e claro principalmente tirar lucro do mercado americano, e disputar contra outros gigantes grupos do mercado mundial como Volkswagen, General Motors, Ford, além das japonesas Nissan, Toyota e Honda, lembrando que ao contrário do que acontece no Brasil onde a Fiat tem uma ótima participação e é líder de mercado, e seu nome consolidado como marca forte, nos outros lugares ao redor do mundo, principalmente fora da Europa, como no continente americano, Ásia e África a participação da Fiat é quase nula.

O grupo Fiat, agora se torna dono, além da Ferrari, Alfa Romeo, Lancia e Maserati, agora também da Chrysler, Jeep, Dodge, além das recém criadas sub marcas RAM e SRT.

Continua logo após a publicidade...

Sergio Marchionne, o atual chefão do Grupo FIAT, fala que a união total permitirá implantar uma visão de crescimento sólido e aberto para o grupo, compartilhando experiência perspectiva e know-how, visando também o bem estar e crescimento dos funcionários.

O mercado vê com bons olhos a compra total da Chrysler pela Fiat, tanto é que nesta quinta-feira (2 de janeiro) com a publicação desta noticia, as ações da Fiat tiveram uma super alta de 16% na Europa.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *