kia rio gt line

Kia Rio GT Line aposta em visual esportivo e motor 1.0 Turbo de 120 cv

Já com malas prontas para o mercado brasileiro, o Kia Rio é considerado um grande sucesso, principalmente na Europa, onde a nova geração lançada no primeiro semestre de 2017 já vendeu mais de 54 mil unidades. Pegando carona nesta boa fase do Rio, o hatch acaba de ganhar uma versão GT Line, que traz roupagem esportiva, interior melhor acabado, porém com uma peculiaridade ele aposta em um motor 1.0 Turbo.

kia rio gt line

Externamente o Kia Rio GT Line conta com nova grade frontal com acabamento em Black Piano e apliques cromados, novo para-choque com perfil esportivo e faróis de neblina do tipo “ice-cube” em LED, faróis principais com luzes LEDs, rodas exclusivas aro 17 com acabamento diamantado, janelas com detalhes cromados, saias laterais, para-choque traseiro esportivo, ponteiras de escapamento duplo e cromadas, além de spoiler na traseira.

kia rio gt line 2018 interior

Interior do Rio GT Line traz acabamento diferenciado com detalhe em alumínio, revestimento da cabine em preto e volante esportivo

Por dentro também há novidades como um acabamento em couro com costuras contrastantes, teto forrado em preto, além de alguns apliques metálicos nas portas, pedais e alavanca de câmbio, o volante tem uma pegada esportiva trazendo base reta e revestimento em couro, há ainda detalhes no painel com efeito de fibra de carbono.
kia rio gt line

Na parte mecânica inicialmente o Kia Rio GT será ofertado com um motor 1.0 turbo, 3 cilindros, T-GDi com injeção direta, capaz de desenvolver 120 cavalos e 17,1 kgm de torque entre 1500 a 4000 rpm, vindo com câmbio manual de seis marchas. Este é o mesmo conjunto já oferecido no Rio em suas versões “normais” e deve decepcionar quem esperava mais potência na versão esportiva, o grande trunfo deste motor não é o desempenho e sim o baixo consumo, ele faz o Rio GT Line capaz de rodar até 21 km/l.

kia rio gt line

Ainda este ano a Kia promete lançar o Rio GT Line com motores mais tradicionais e menos potentes, um 1.25 ou 1.4 aspirados e com injeção multi-ponto, além de equipar a versão com um câmbio automático de sete velocidades e dupla embreagem.