mercdes slc final edition

Mercedes SLC Final Edition – Marca o fim do roadster SLK

Um dos modelos mais carismáticos da Mercedes irá sair de linha em 2019, o roadster SLK (SLC), o conversível de dois lugares foi lançado em 1996 e acumula 710.000 unidades vendidas. Para marcar o final da vida do SLK / SLC, a Mercedes irá lançar uma edição especial, SLC Final Edition que traz uma série de diferenciais.

Continua logo após a publicidade...

mercedes slc final edition 2019

Clique na imagem para ampliar

O SLC Final Edition…

A edição de despedida do SLC será oferecida praticamente para todas as versões, como SLC 180, SLC 200 e SLC 300, eles vem com o kit esportivo AMG Line, com para-choques esportivos da AMG com acabamento exclusivo com detalhes em black piano ou cromado dependendo da cor da carroceria escolhida. Há ainda no visual, maçanetas, espelhos e detalhes no para-choque traseiro pintado em preto brilhante, além de novas opções de coras chamativas como o amarelo mostrado no carro das fotos e o logo SLC Final Edition nas laterais.

mercedes slc final edition

Continua logo após a publicidade...

Clique na imagem para ampliar

A SLC Final Edition terá de série rodas aro 18 de 5 raios da AMG, os pneus tem medidas diferentes na dianteira e na traseira sendo 235/40 R18 na frente e 255/35 R 18 mais largos e baixos na traseira, além de freios de alta performance com discos maiores e pinças dianteiras com o logo Mercedes Benz, o sistema de suspensão foi modificado, é 10 mm mais baixo e possui ajuste mais firme.

mercedes slc final edition 2019

Clique na imagem para ampliar

Passando para o lado de dentro o comprador da SLC Final Edition terá um acabamento exclusivo, com bancos esportivos revestidos em couro Nappa em dois tons (preto com detalhes cinza), acabamento diferenciado no console central, cintos de segurança na cor cinza, detalhes em alumínio e fibra de carbono no painel, volante com base reta e apliques em fibra de carbono, tapetes com acabamento exclusivo e o logo SLC Final Edition bordado nos encostos de cabeça dos bancos.

mercedes slc final edition 2019

Clique na imagem para ampliar

Há ainda de série equipamentos como sistema de aquecimento de pescoço nos bancos, com saída de ar quente na altura da nuca dos ocupantes, além de sistema de aquecimento para os assentos.
mercedes slc final edition 2019 interior

Clique na imagem para ampliar

Motores da linha SLC…

O Mercedes SLC tem uma ampla gama de motorização, a versão mais mansa SLC 180 vem com motor 1.6 turbo de 156 cv, a seguinte SLC 200 é equipada com um bloco 2.0 turbo com 184 cv, já a versão mais cara conta com um potente, SLC 300, traz um 2.0 turbo, quatro cilindros de 244 cv de potência e 37.7 kgfm de torque, esta vai de 0 a 100 km/h em 5.8 segundos, e tem velocidade máxima de 250 km/h (limitada eletronicamente).

mercedes slc final edition 2019 interior bancos

Clique na imagem para ampliar

Para quem quiser algo mais extremo há a versão esportiva oficial da AMG, a SLC 43 AMG, dotada de um potente 3.0 V6, bi-turbo com 390 cv de potência e 53 kgfm de torque, ela atinge os 100 km/h em 4.6 segundos.

História do SLK / SLC…

mercedes slk 1996 a 2004

Clique na imagem para ampliar

Primeira geração 1996 a 2004:

O SLK nasceu em 1996, época de ouro dos roadster, ele foi uma resposta da Mercedes para rivalizar com o antigo BMW Z3, que teve vida mais curta que o SLK, sendo produzido de 1996 e 2002.

Na época de seu lançamento o SLK logo fez bastante sucesso, por ser um conversível, compacto descolado e barato, tanto é que no ano 2000 o modelo chegou a emplacar nos Estados Unidos 12.390 unidades em um ano. A primeira geração do SLK ficou por 8 anos sem grandes mudanças, vendendo somente nesta primeira geração nada menos do que 308 mil exemplares ao redor do mundo.

mercedes slk 2004 a 2010

Segunda geração 2004 a 2010

Em março de 2004, já como modelo 2005 a Mercedes colocava no mercado a segunda geração do SLK, porém o roadster ficou maior, mais equipado, potente e mais caro, a versão mais forte SLK 350 já tinha um potente V6 de 275 cv e câmbio automático de 7 velocidades uma grande novidade tecnológica para a época, outra novidade era a versão AMG equipada com um V8 de 360 cv, que levou o SLK para um novo patamar de desempenho 0 a 100 km/h em 4.9 segundos.

mercedes slk 2004 a 2010 interior

Acima o interior da SLK de 2004 a 2010

No lado de dentro a Mercedes quis deixar o SLK 2005 mais luxuoso, o roadster passou a ser equipado com diversos equipamentos de luxo e tecnologia, como bancos com aquecimento para o pescoço com saída de ar quente na altura da nuca chamada de AIRSCARF, sistema multi-mídia com tela touch, DVD e GPS, lembrando que tudo isto em 2004, ou seja, há 15 anos atrás.
Outro grande diferencial da segunda geração do SLK estava na capota, agora o SLK ao invés de ter teto em lona, passou a sair de fábrica com um sofisticado teto rígido retrátil rígido em alumínio, ou seja, com o teto levantado, o SLK virava praticamente um coupé, a operação para baixar ou subir a capota era feita apenas por um apertar de botão em apenas 22 segundos, podendo ser feita mesmo com o carro em movimento.
Porém como o preço subiu as vendas desta nova geração não foram tão boas quanto a primeira, em 2008 a segunda geração sofreu uma pequena reestilização visual.

mercedes slk 2011 a 2016

Terceira geração 2011 a 2019

Em 2011 a Mercedes colocava no mercado a terceira geração do SLK, que é atual e ainda em produção, o carro ficou ainda maior, além de mais esportivo e confortável, o roadster ganhou novos equipamentos como a opção de suspensão ajustável, além de uma nova capota, rígida retrátil feita toda em alumínio, sendo que as versões mais caras contavam até mesmo com teto panorâmico em vidro que ajustava sua transparência com um apertar de botão, quando abaixada o teto é dobrado de forma elétrica e encaixado dentro do porta-malas, um sistema bastante engenhoso (foto abaixo).

mercedes slk 2011 a 2016

Em sua terceira e atual geração do SLK ganhou capota rígida em alumínio

Em 2016 ele foi reestilizado e virou SLC

A última mudança no SLK foi em 2016, quando o modelo ganhou novo visual, com linhas mais elegantes na dianteira e na traseira, que acompanham o estilo dos demais novos Mercedes. Também para acompanhar os seus irmãos de Mercedes, o SLK passou a ser chamado de SLC, uma referência a Classe C, de quem ele empresta vários componentes técnicos.

A Mercedes não confirma uma data, mas 2019 será o último ano de produção do SLK/SLC e por enquanto o roadster não terá uma nova geração, ou um substituto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *