Novo Citroën Berlingo 2010 é mostrado na Argentina, no Brasil virá o Peugeot Partner 2010

citroen berlingo 2010

Bem novo mesmo não é, a Citroën está fazendo esta semana na Argentina o pré-lançamento do novo Berligo, trata-se do mesmo carro que é produzido já a mais de 9 anos, porém ele foi reestilizado e traz na parte frontal um design “inspirado” no Berlingo Europeu, além de receber mudanças na mecânica e novos motores. As vendas do novo Berlingo começam em abril na Argentina, a previsão é de que o carro chegue ao Brasil até a metade do ano, só que como Peugeot Partner.

Continua logo após a publicidade...

novo citroen berlingo 2010

A Citroën optou por reestilizar o utilitário ao invés de trazer a nova geração vendida na Europa devido ao fato de que Berlingo é um veículo de trabalho, na qual seus compradores valorizam e buscam um melhor custo/benefício e qualidade mecânica ao invés de um design moderno.

Segundo a marca trazer o novo Berlingo da Europa exigiria mudanças na fábrica e na linha de montagem (a Citroën produz o Berlingo na fábrica de El Palomar na Argentina, mesma linha de montagem do Peugeot Partner), com isto aumentaria o preço final do carro, o que não compessaria.

Continua logo após a publicidade...

Interior do Citroën Berlingo 2010 / Peugeot Partner 2010

Interior do Citroën Berlingo 2010 / Peugeot Partner 2010

O novo Citroën Berlingo 2010 / Peugeot Partner 2010 será vendido nas versão para passagerios (Multispace 5 lugares), e Furgão para cargas. A suspensão foi retrabalhda e a capacidade de carga subiu de 600kg para 800 quilos.

novo citroen berlingo 2010

Na Argentina o carro será disponibilizado em duas opções de motores 1.6 de 110, usado pela Peugeot e pela Citroën, o motor a diesel será o moderno 1.6 HDi de 90cv, que virá importado da França.

Por dentro não há quase novidades, apenas novos grafismos no painel e novos revestimentos dos bancos. A traseira não recebeu mudança alguma.

Peugeot Partner 2010

Novo Peugeot Partner 2010

Acima o novo Peugeot Partner 2010, modelo que deve chegar ao Brasil até junho, nas versões passageiro e furgão.

Fonte e fotos: [Argentina Auto Blog]

8 Comments

  • José disse:

    Temos uma 2001 porque não queremos nos desfazer do carro de tão bom que é.
    Aguardamos um carro zero nessa linha de utilitário.
    Só aqui em casa, seguramente compraríamos duas.

  • marly disse:

    muito linda!

  • Carlos Henrique disse:

    É uma pena que não teremos a nova Berlingo, só quem tem sabe o quanto ela é demais, o jeito é ir reformando a usada até aparecer alguma marca que chegue junto.

  • fernandes disse:

    Estava aguardando um desses modelos para comprar mas depois dessas noticias , vou procurar outro modelo . Depois não reclamen que poucos compram esse lixos e voces ficam pra traz no mercado .

  • benicio disse:

    é realmente este carro é espaçoso e confortavel, para viajar e trabalhar,mas este modelo ja esta ultrapassado

    precisamos do modelo europeu antes que fique ultrapassado

  • Marcelo Mosqueira Co disse:

    Realmente o modelo berlingo dá de dez a zero em conforto interno em comparação com a Doblo, porém infelizmente continuamos sofrendo com os problemas de sua suspensão que não está adaptada à realidade de nossas ruas e estradas aqui no Rio de Janeiro, seria muito bom se a citroen lançasse um modelo com a suspensão mais reforçada, tipo a da Doblo Adventure.

  • Silvio disse:

    Comprei meu primeiro berlingo em 2000, em 2003 troquei por um novo, (02/02) um dos últimos, e continuo com ele até hoje, é um ótimo veiculo, mas é muito triste saber que depois de tantos anos, resolveram lançar o modelo da peugeot, ANTIGO, o modelo Europeu é fantastico, mas é lamentável, até qd vou esperar para ter o modelo atual, moderno, dessa forma não reclamem da pequena fatia de mercado que lhes pertencem, ACORDA CITROEN.

  • weber lopes disse:

    É triste saber que as marcas Peugeot e Citroen, não querem investir nesse seguimento.

    Comprei uma Doblo por falta de opção, esse modelo de berlingo é o que saiu de linha na Europa.

    Esse modelo já é comercializado no PERU, a pelo menos 2 anos.

    Depois os executivos falam que as vendas são baixas.

    Só mandam refugo.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *