Vendas de veículos 0km cresceram 12.66% em 2009, foram mais de 3.14 milhões de carros

vendas de carros no brasil em 2009 bate recorde / patio volkswagen

O mercado automotivo brasileiro não teve do que reclamar em 2009, foi simplesmente o melhor ano da história, com mais de 3.14 milhões de veículos comercializados, segundo a FENABRAVE, isto representou um aumento de 12.66% em relação ao ano de 2008. Algo impressionante se comparado com o resto do mundo que sofreu com a crise financeira.

Continua logo após a publicidade...

vendas de carros no brasil em 2009 bate recorde / concessionaria

Em uma entrevista coletiva o presidenta da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição dos Veículos Automotores), Sério Reze, afimou que está otimista com o ano de 2010, ele espera que o mercado continue crescendo, segundo ele a indústria espera vender algo próximo de 3.3 milhões de veículos novos, o que representaria em um aumento de 9.73% em relação a 2009.

Continua logo após a publicidade...

vendas de carros no brasil em 2009 bate recorde / patio da fiat

A redução do IPI

Vale lembrar que boa parte deste crescimento em vendas, mesmo em tempos de crise mundial, foi devido a redução do IPI, que gerou uma verdadeira corrida dos consumidores as concessionárias, mantendo o mercado aquecido.

E por falar em redução do IPI, o presidente da Fenabrave critícou a decisão do governo em continuar com a redução temporária do imposto até março apenas para carros com motores Flex (bi-combustível). Segundo Sérgio Reze, esta decisão foi só para fazer uma propaganda do Brasil na conferência do clima em Compenhagen na Suíça, realizada no mês passado. Mostrando que o Brasil está privilegiando os carros mais ecológicos. Reze questiona, então por que não deixar esta redução permanente ?

Apenas os carros cresceram em vendas…

Ainda segundo a Fenabrave, o setor de carros de passeio foi na verdade o único que registrou alta, já que as vendas de motos, caminhões e ônibus, sofreram uma queda de mais de 10% em 2009. Porém é esperado que estes setores voltem a crescer em 2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *